Doutor Estranho - O Filme
Roteiro
Atuações
Proposta
4.2Nota do Filme

Depois do sucesso de Capitão América: Guerra Civil (abril, 2016), introduzindo personagens como Pantera Negra e Home-Aranha no Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), foi a vez de Doutor Estranho protagonizar as telonas. Dando continuidade a terceira fase de adaptações de quadrinhos, a Marvel Studios nos trouxe dessa vez um herói pouco conhecido pelo público em geral. Mas a pouca popularidade do herói não fez com que as pessoas deixassem de ir ao cinema, muito pelo contrário. Doutor Estranho teve a melhor estreia entre os filmes do estúdio, além de estar recebendo diversos elogios por parte dos fãs e crítica.

Stephen Strange nos Quadrinhos

Stephen Vincent Strange foi desenhado originalmente por Steve Ditko e escrito por Stan Lee, estreando nos quadrinhos da Marvel em Strange Tales #110, em julho de 1963. Stephen é um neurocirurgião de muito sucesso, cuja a arrogância e busca pela fama são suas principais características. Sua história mudou quando um acidente de carro fez com que ele perdesse parcialmente o movimento das mãos, que eram até então sua principal fonte de sucesso. Desacreditado e sem encontrar uma maneira de trazer de volta seus movimentos, Stephen descobre a existência de poderes místicos no universo. Guiado por um sábio tibetano denominado Ancião, Doutor Estranho passa a defender o mundo de diversas ameaças místicas e recebe o título de Mago Supremo do Universo Marvel.

Doutor Estranho de Steve Ditko

O Filme

Doutor Estranho começa no ritmo certo. Durante a apresentação dos personagens o filme enfatiza a habilidade médica de Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) e como isso é importante para o personagem. Sua relação com Christine Palmer (Rachel McAdams) é apresentada de modo simples e direto, sem uso de falas desnecessárias. A “ostentação” e arrogância de Stephen também são elementos fundamentais para o desenvolvimento do protagonista ao longo do filme.

Uma das características do filme que mais me chamou atenção é como o diretor Scott Derrickson conseguiu conciliar bem cenas dramáticas e alívios cômicos, um vez que Derrickson tem em seu histórico bons filmes de terror. O filme apresenta muitas situações complexas que exigem uma boa interpretação de quem está assistindo. Todas as explicações sobre magia e realidades alternativas são esclarecidas de modo simples, tornando o assunto familiar e de fácil compreensão a todos os públicos.

Originalidade e atuações

Benedict Cumberbatch está perfeito como Doutor Estranho. Ele consegue nos deixar a mesma sensação que Robert Downey Jr ao interpretar Homem de Ferro, a de que ele nasceu para interpretar o personagem. A combinação de arrogância com carisma faz Doutor Estranho ser querido pelos fãs. E o que dizer do Ancião, ou melhor, Anciã na adaptação cinematográfica, que é interpretada de forma impecavel por Tilda Swinton. Sua combinação de delicadeza e sabedoria conquista o público. Chiwetel Ejiofor como Barão Mordo, Benedict Wong como Wong e Mads Mikkelsen como Kaecilius também tiveram uma boa representatividade em seus papeis.

Simplesmente incrível! Projeção astral, portais e escudos conjurados por Stephen Strange durante o filme se mantém muito fiél as páginas psicodélicas pintadas por Steve Ditko. Percebemos bastante as inspirações de Derrickson em filmes como A Origem (2010) e 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968). Em muitos momentos você esquece que está assistindo a um filme de super-herói devido a história bem conduzida e um desfecho inesperado. Mas infelizmente, quando esperarmos que Doutor Estranho vai superar seus próprios limites como adaptação, somos trazidos de volta pela velha fórmula de sucesso da Marvel, uma “piada de acompanhamento”. Mesmo assim, Doutor Estranho ao lado de Capitão América: Soldado Invernal (2014) consegue ser o filme mais maduro da Marvel.

Doutor Estranho voltará

Com elenco de peso e uma história original, Doutor Estranho entra com estilo na lista de sucessos da Marvel Studios, superando a bilheteria de filmes como Homem de Ferro e Homem Formiga. Provavelmente veremos uma participação do Mago Supremo em Thor: Ragnarok (novembro de 2017) e em Vingadores: Guerra Infinita (2018), uma vez que o universo da Marvel no cinema fica cada vez mais consolidado.