13 Reasons Why - 1° Temporada
Enredo
Personagens
Resolução
5.0Nota da 1º Temporada

Depois de séries como Stranger Things, Demolidor e Narcos me pergunto se a Netflix ainda tem criatividade para concorrer no mercado de séries com a grande indústria da televisão mundial. E com o lançamento de 13 Reasons Why fica mais do que claro que a produtora consegue transforma qualquer ideia em sinônimo de sucesso.

Destruindo visões

Quem aí já viu aquele filme americano de sessão da tarde onde o atleta do ginásio vive o clássico romance com a líder de torcida? Mais do que isso, quem já deu boas risadas do nerd atrapalhado que sempre se esforça para esconder-se de si mesmo na tentativa desesperada de conquistar um par romântico? Muito bem, 13 Reasons Why nos trouxe a verdadeira e muitas vezes perturbadora realidade das escolas estadunidenses, e acreditem, a série acerta ao complementar de maneira incrível 0 conhecimento que tínhamos sobre temas como bullying e assédio no ambiente escolar.

Clay Jensen (Dylan Minnette) é um tímido garoto do ensino médio que recebe na porta de sua casa uma misteriosa caixa com fitas cassete. Intrigado com a encomenda anônima ele começa a escutar as fitas e se espanta ao descobrir que elas foram gravadas por Hannah Baker (Katherine Langford), sua colega falecida que cometeu suicídio. A medida que vai escutando, Clay percebe que cada fita conta um motivo envolvendo uma pessoa da escola que levou Hannah a acabar com sua própria vida.

Vários protagonistas

O que mais chama atenção em 13 Reasons Why é perceber como cada personagem em particular foi muito bem desenvolvido para se encaixar na história como um todo. Desde situações comuns como problemas familiares até casos de estupro a série aborda cada tema com uma relevância própria incrível, fazendo com que cada episódio seja uma nova surpresa acompanhada de uma nova descoberta.

Clay e seu amigo Tony

O senso de justiça desenvolvido por Clay ao longo dos episódios também é um ponto muito interessante. Motivado por não deixar que a morte de sua colega tenha sido em vão o garoto acaba se colocando em diversas situações de risco que estão fora de sua zona de conforto.

A escolha certa

O método de apresentação da série envolve diversos flashbacks que muitas vezes influenciam as decisões de Clay no presente, o que individualmente funciona muito bem, uma vez que a história é sobre uma pessoa morta que deixou uma trilha de informações.

As atuações pela natureza das situações abordadas são complexas, mas os atores não deixam nada forçado e conseguem trazer impacto para as cenas, principalmente Dylan Minnette em diversos momentos de crise emocional interpretando Clay.  E com um elenco principal competente é difícil achar problemas ou furos na série, embora consequentemente, existem diversas pontas soltas para uma segunda temporada.

A série mais real da Netflix

Se o objetivo de 13 Reasons Why era passar uma mensagem as famílias e adolescente das escolas de ensino médio o trabalho foi concluído com êxito. Mais do que uma história sobre suicídio ou problemas sociais a série é uma alerta sobre como pessoas comuns podem passar por diversos problemas comprometedores, e o mais legal de tudo, como enfrentar esses problemas.