Stranger Things - 2ª Temporada
Enredo
Personagens
Resolução
4.5Nota da 2ª Temporada

Em sua estreia de sucesso absoluto na Netflix em 2016, Stranger Things alcançou um feito que poucas séries tinham conseguido até então: ser original e nostálgica. Desde seu lançamento, a série chega em seu segundo ano cheio de expectativas e objetivos, além de várias sub-tramas a serem exploradas. Será que a segunda temporada matem a boa qualidade da história?

De volta ao mundo invertido
Após o resgate de Will Byers do mundo invertido, a população da cidade de Hawkins, Indiana, tenta se acostumar com os eventos estranhos e viver suas rotinas normalmente. O laboratório de energia, que foi o ponto de encontro central da primeira temporada, agora está sob supervisão do governo, não o deixando menos conspiratório.

Dustin, Mike, Lucas e Will

O grupo de amigos Mike, Dustin, Will e Lucas tentam superar a ausência de Eleven. Entretanto, tudo começa a ir mal novamente quando Will sente uma estranha conexão de sua mente com uma entidade maligna do mundo invertido.

Novos e melhores personagens
Se essa 2ª temporada não se preocupou em explorar novas conspirações, ela foi competente em desenvolver arcos individuais para cada personagem. Um grande exemplo disso é o Xerife Hopper, interpretado por David Harbour. O personagem assume o papel de protagonista temporário, nos oferecendo um visão mais clara sobre seus dramas e sua percepção de que nada voltará a ser normal na cidade.
E por falar em dramas, Eleven fica cada vez mais interessada por seu passado e como seus poderes e família tem relação com acontecimentos envolvendo os experimentos que sofreu. A personagem é muito bem explorada e ganha um episódio inteiro em particular.
Voltando aos adolescentes, Steve desenvolve uma relação “matriarcal” muito interessante com o grupo de adolescentes, servindo-lhes como um conselheiro um pouco mais maduro, principalmente quando o assunto são meninas.

Dustin e Steve

O universo de coisas estranhas
Felizmente a segunda temporada nos entrega todas as qualidades apresentadas na primeira, com a pequena diferença que nada mais é uma supresa para os moradores de Hawkins. A ameaça, dessa vez, é muito mais psicológica do que física, e para os que esperam ver uma diversidade de novos monstros e teorias talvez fiquem um pouco decepcionados com a temporada. Contudo, o objetivo primordial dos novos episódios não é entupir nossas mentes de informação, e sim consolidar cada vez mais o universo mais estranho da tv.